A INFLUÊNCIA DO SINTER RS NOS PROCESSOS ELEITORAIS, E OUTROS PROCESSOS CONTRA A FENATE

18.06.2015

A nova diretoria da FENATE foi eleita, em 26 de janeiro de 2015, tomando posse em 25 de fevereiro na Câmara Municipal de Maringá.
Passados 52 dias sem nenhuma ação por parte do presidente Denilson José Balbino, o presidente do Conselho Fiscal, Carlos Florêncio passa a pressionar, pedindo ações. Mas a diretoria apenas coloca “culpas” para a diretoria anterior, alegando faltar documentos para agir.

Em virtude da Presidenta do SINTER-RS ter entrado com mais um processo, desta vez pedindo para "desconstituir" a FENATE, o Presidente do Conselho Nacional de Ética, Marco Antônio de Franchi Siqueira, juntamente com o Presidente do Conselho Fiscal Carlos Florêncio, se deslocaram a Brasilia para participar da Audiência que ocorreu em 22 de abril de 2015.


A grande surpresa é que naquela tarde de 22 de abril a presidenta do SINTER-RS, no advento da Audiência, inclui nos altos do Processo de desconstituição da Fenate a ata de renúncia da Diretoria eleita em 26 de janeiro de 2015, que por sua vez havia renunciado em 17 de abril, nas vésperas da dita audiência. Além das atas de renúncia de membros da sua diretoria, documentos particulares da Fenate  foram incluidos nos autos, provando terem sido repassados para a presidenta do SINTER-RS, pela diretoria recém eleita da Fenate.

Segundo informações do Presidente do Sindicato dos Terapeutas do Estado da Paraiba (gravada) a mesma Julia Rosa da Silveira, em 2013, convidou os sindicatos estaduais criados pela Fenate, para se reunirem no Rio de Janeiro, com despesas de passagem e hospedagem pagas por ela, com o objetivo de criarem outra federação, tirando assim as bases da FENATE.

Apesar de tantas tentativas de perseguição com fins a "acabar" com a FENATE, é motivo de orgulho todas as tentativas com o Ministério Público do Trabalho terem sido frustradas, tendo os processos sido arquivados. Se o Ministério Público fez isso foi por nada encontrar que desabone a Fenate.

Segundo o novo presidente Jimmy Abuquerque, "Vencemos mais uma batalha na conquista pela nossa classe.

E continua: " ... O mundo está mudando e nós fazemos parte dessa mudança, vamos então fazer-nos presentes em massa unida e compacta para que possamos, não somente existir, mas também fazer parte integrante de projetos, palestras e debates, capacitando-nos a poder  apresentar nosso trabalho de prevenção e cura por processos naturais, que é nosso objetivo e, para tanto, vamos aos senhores do planalto, reinvindicar nossos direitos como profissionais que somos.

Mas, para que isso tudo isto possa se efetivar, a dedicação e ética serão as nossas principais armas.
Aqui vai meu conselho a todos:

"Vivam e trabalhem de uma forma, que se alguém falar mal de vocês, ninguém acreditará".

Jimmy Albuquerque
Presidente”